domingo, 31 de maio de 2015

e-ditado

"com" 1berto Gessinger


"Não interessa o que diz o ditado",
o que é ditado não me faz feliz.
Fico feliz se soletradas
as letras de a-p-r-e-n-d-i-z.

Não interessa o editado,
o editado não me condiz.
O editado é uma praça triste,
removidos os infantes e o chafariz.

Não interessa o precipitado,
embora acidentes os haja felizes.
Eu prefiro o meditado,
meu eu mais profundo é o que mais me diz.

Milongas, Boleros e Fados,
e meu eu mais feliz
é meu eu reencontrado.



Chevrolet Hall 30/5/15

sábado, 30 de maio de 2015

LUZ VERMELHA

De perto todos são.
Médicos também, um pouco.
Mas já que este sou outro,
não pretendo te curar.

Vá o tempo mesmo te curando,
te mudando,amarelando,
como se amarelam as fotos.

O importante é que, coloridas,
mantenham-se em foco.

O foco é muito importante,
importante a objetiva.
Importante valer-se da luz
para captar-se a vida.

Mas, captada,a revelar-se,
é preciso a gente lembrar-se
de também valer-se da sombra,
a sombra vermelha e pouca.

A sombra de que assomam bocas,
olhos, ouvidos.
O que se disse, o que se vive,
e ouvi, assomando os sorrisos.

Diminuir a intensidade do brilho
para se observar
o que se deu sob o sol.

Nada novo, como se diz,
do ponto de vista do mundo.
Mas pro que ando em círculos
pode ser algo profundo.

Privar-se do holofote,
pra privar um pouco consigo,
escanear-se, ampliar-se.

Conjugando o inspirares com os conflitos,
pode até iluminar-se!

sexta-feira, 29 de maio de 2015

ATRITO E PAZ

Eu sou Cristão?
Não sigo Cristo,
não sei onde Cristo está.

Mas o atribuído a Cristo,
eu quero experimentar.

Sigo-o ao ponto
de me baterem e eu não revidar.
Mas a face ofendida eu recolho,
e a outra não lhes vou dar.

Penso que chegar a tanto
só aproveita ao agressor.
Eles às vezes são tantos,
só com dez faces num projetor.

Às vezes me batem
e não vou à guerra.
Às vezes desejo que sumam da Terra.

Ou até que a Terra os coma,
embora disso me arrependa.
Minha energia é pro cântico,
não pra alimentar contendas. 

Contenta-me evitar o atrito,
mesmo se para isso, repito,
há a covardia de fugir do conflito.

Alguém atrito é preciso,
já me dizia o Carlos Maltz,
ou fico sempre no mesmo ponto,
e só me delicio com o Mate.

(Mas não posso atritar tanto
ou um mais nervoso pode ser que me mate!)

Atrito o necessário
para o deslocamento.
Ou pergunto a Newton:
sem atrito não me desloco ou só fico lento?

É, não se evolui sem atrito,
aceito-o, mesmo combalido.

Começo a me perder nas rimas,
e só queria fomentar a paz.
Então gasto o meu fermento
em bolo branco, não lilás.

E não briguem por "dá cá essa palha",
quase sempre não é nada demais!"

quarta-feira, 27 de maio de 2015

NOSSO LÁ É AQUI

Não quero o Lá do telefone.
Não quero o Lá do pipoqueiro.
Quero um lá mais afinado,
com que afine por inteiro.

Fantasias de violeiro,
fantasias de poeta.
Veículos de luz intestina,
mas é lá fora a minha festa.

Diviso sem me dividir,
me inteiro da situação.
Sou inteiro se lá e aqui
estendo a mão a algum irmão.

Nosso Lá de Mi sem Dó.
Nosso Lá de Sol em Fá.
Faz mais belo e faz feliz
quem faz lar o lá e o aqui.

Nosso lar é mesmo assim!


Brasília, 25/5/15, 9:35h

sábado, 23 de maio de 2015

INCONSTANTE

In sparkling chat with Marié Maia


O tempo está inconstante
como coração de mulher:
chove e me abrigo no carro,
racha o sol e não posso ir a pé.

Nessas horas sofre o pagão,
mais vale a quem tem fé.
Minha fé não tem regras,
regras são coisa de mulher.

A mulher sangra, é certo,
exceto quando fora da idade.
Um dia foi muito cedo,
amanhã será muito tarde.

Então dê asas ao desejo,
enquanto ele ainda lhe arde.
Espraie-se até os herdeiros,
deixe heranças sem calcular-se.

O cálculo atrapalhe a vida,
que já mal se filtra, 
se ele é renal.

Repito-me:
não fique mola encolhida,
só lhe pode fazer mal.

"Hoje eu sei:
Só a mudança é permanente",
não tem como pensar diferente!

E ponto final.



Sebef, 10/2/2015

sexta-feira, 22 de maio de 2015

FUGA SEM BACH

Leram-me na minha frente!
Leram-me apesar de mim!
Mim não sabe o que aconteceu,
quem quis expor-se fui eu!

Por que baús já não se usam?
Por que não cabem nos apartamentos?
Pois cabiam nos antigos quartos
de só cama sobre cimento.

Mas é tudo brincadeira,
não sei por quê corri!
Minha mesa me chamava,
estou de volta aqui.

Mas saibam-no príncipes,
saibam-no plebeus,
é preciso morrer-se
para ver-se Deus!

Salvo a epifania,
mas isso só em dia de reis.
Eu sou o que não mais se adia,
mas nobre... eu nunca serei!




SEBEF, 10/2/15

quinta-feira, 21 de maio de 2015

TELEFONE EX-MARTE II (Com que se documenta)

Já foi bom que fosse grande,
depois melhor que fosse pequeno.
De novo melhor se grande,
e a bobeira sempre crescendo.

Vou dizer-lhe num aparte
não é o tamanho de uma sua parte,
mas o tamanho da nova joia,
que não se vende em quilate.

(embora o orgulho se dilate!)

Não há tanta novidade!
Eu as vejo desde pequeno.
Eu, que não vou a "grande",
continuo a achar obsceno:

São tantos os tamanhos grandes
que o fazem tamanho pequeno!

terça-feira, 19 de maio de 2015

CLARA


É claro que não há fado
capaz de cantar, com justiça,
a alegria que sentiram os cinco
ao verem a família cumprida.

Aliás, viram-na comprida,
que se vai cumprindo ainda
com sobrinhos à Robertinha;
ou seja: tudo gente bonita!

E entre essa gente muita luz,
para se iluminarem e a nós outros.
E a Clara rapa do primeiro tacho
tem um invicto para ajudá-la,

o que não é pouco!

Dance, moça!
Tá no sangue!
E sei que ensinar também.
É tudo coisa nobre!

Coisa feita a bem!

Paz, amor, e saúde.
E disposição pra que,
num momento escuro,
gente Clara nos ajude!

E vida longa aos solares Santos Soares!


= ; )   <3 font="">

 

8

Nem alegre, nem triste:
poeta.
Foi Cecília quem traçou a meta.

Eu, de minha parte,
paro antes.
Nem alegre, nem triste,
nem poeta:

pairante!

"Tudo está parado por aí
esperando uma palavra".
De POA, Brasília, Beagá,
ou do Havaí.

Hawaii, Highway,
ou mesmo outros infintos.
Nascido em 8 do 8,
nenhum deles me deixa aflito.

E o 79 que me quis encarnado,
tampouco o espanta esse fardo.
Vou cantar o belo e o infinito
com um 7 e um 9 a emoldurá-los.

As dores são conosco,
nunca é sempre são.
Mas alegrias, como biscoitos,
vai-se uma vêm dezoito.

Ou infinitas...


H.E.A.L. 4/5/15, 8:10h


segunda-feira, 18 de maio de 2015

ABAIXO O MANICÔMIO!


Do outro lado do garfo (a coisa vista da perspectiva do encarcerado):


domingo, 17 de maio de 2015

GABRIEL do 101 (15 minute Jesus)

Estou no cômodo 101,
bem mais cômodo do que o 705 fora,
mas jamais mais cômodo do que lá fora!

O que me trouxe me importa?

Importa-me o que me exporta,
chega de minha própria prisão!
Ela era muito verdadeira;

mais me vale a extroversão!

Quis despir-me de todo orgulho;
desapegar do que são só correntes,
arrastando só as de ar.

Nu estou mais contente!

Prefiro a vida sem vergonha,
a vida como se componha
com compostos naturais.

Podem ser olhos de salamandra,
pernas de saracura,
partes pudendas ou santas

da mais pura criatura!

Sou-o também,
e também sou criador,
à imagem pouco semelhante

Desse Alto que nos criou!

Minha loucura é o primeiro ato
do teatro a que Ele nos deu.
Paga ingresso mais barato

aquele que me absorveu!

Absorva-me o quanto possa,
que vou Dele imbuído.
Acordo cedo para escutá-lo;

Ele sussurra em meus ouvidos.

Não se preocupe, pai!
Não se preocupem, irmãos!
Mamãe já não se preocupa,

é contra-regra da cooperação.

Se vocês e outros se aliam,
alinhando-se comigo,
a conspiração está pronta

e o mundo volta a bom abrigo!


H.E.A.L. 1ª/5/15, 16:00H

sábado, 16 de maio de 2015

XOXIM (LCLC)



Meus parabéns a Lívia Cristina 



A postura era de sono,

ou era de tédio,
como de novela.
Mas a aula era terrível,
merecia-os dela.

Mas era bonita assim mesmo,
com olho de "I don't care",
de puro Ramones. 
E aquilo encantou a este,
que caíra não sabia onde.

Julguei ouvir-lhe um muxoxo
e a beleza fê-la Xoxim.
Hoje vejo a novidade
que o dicionário trouxe pra mim:

"Muxoxo", em brasileiro, 
também é "beijo, carícia".
Então este é o estalo de hoje,
que lhe deixo com delícia.

E queria ser antropófago,
pra comer o seu coração.
E nutrir-me da beleza
de ser fotógrafo, doceiro
e bordador de delicadezas.

Quis "Tininha", 
Cristina da Cristina,
mas vai ser pra sempre Xoxim,
a mais educada da net!

Receba este meu carinho!

LCLC: Love coming, love cares.
Um lindo dia, 
do que quiser!

Saúde, paz, e amor,
os que dedico a todos os meus.
Sou sem controle e sou remoto,
mas esteja certa de que sempre seu!

AQUILÁ

Deus é ubíquo,
está comigo neste cubículo.
Está contigo aí,
fora de mão.

Deus controla as minhas,
já que rege a inspiração.
E o que me sugere agora
é nos abraçarmos,

irmãos!

H.E.A.L.  1º/5/15.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

CALOR POLAR

Disse o Dr. que tenho pólos;
como será isso?
Creio que, quanto ao ponto,
todo irmão anda comigo.

Hetfield, no olho do contemplador,
dizia mais ou menos aquilo
de que na pilha, pra energia,
há o positivo e o negativo.

Mais importa a energia pura
do que o pólo de que deriva.
Energia é a matéria-prima
pra fazermos tudo na vida.

É matéria mais que prima;
mãe e filha,
pai e irmã.
Energia, minha amiga,

de você e meus pólos sou fã!


H.E.A.L. 29/4/2015

quinta-feira, 14 de maio de 2015

RENOVAR 4

I would like 
to sing a song
of a simple life.
A song to never die.

A song in spite
of what the fab four said.
That fears no lies.
That reaches the sky.

A song to induce smiles
on the good and the bad alike,
for I like everything alive.

To make us rise to
making smile
one law to abide to.


H.E.A.L. 28/4/15, 17:50

quarta-feira, 13 de maio de 2015

MUJLIS

Estou numa cela.
Em quarto para 1/4 de mim.
Preferiria um cavalo selado,
mas no selo estampado em mim

não se lê "igual",
nem "equal", nem "égal".
É um selo de verde a vermelho,
que diz "fraternidade afinal!".

E sem que eu me descrevesse
"não disse nada do modelo do meu terno",
pois sabia que o mais importante
é mais simples e interno.




H.E.A.L., 30/4/2015 15:20H

terça-feira, 12 de maio de 2015

DO YOU WANT THEM TO H.E.A.L?

Se você os quer aliviados, ajudados, quiçá até "reajustados", ajude o Hospital Espírita André Luiz. 

O H.E.A.L. é uma instituição sem fins lucrativos e não recebe auxílio direto de nenhum órgão governamental. Não distribui lucros nem remunera seus diretores. 

Sua renda é obtida através de doações, serviços prestados aos pacientes particulares e filiados a planos de saúde.


Help them to HEAL! 


Além das formas mais ou menos diretas (cadastro em contas, cartão de crédito, boleto e mesmo dotz), pode-se fazê-lo com estilo através da compra de lindas camisetas com artes criadas pelos principais artistas plástiscos de Minas Gerais, baseadas nas obras psicografadas por Chico Xavier. São mais de 30 artistas, entre eles Yara Tupinambá e Jarbas Juarez. 

As camisetas, lindas e de ótima qualidade, podem ser adquiridas no próprio hospital ou através no site confrariasolidaria.com.br.

Tire o escorpião do bolso e dê um beijo nos corações a que ele falta.

Seja quanto for, seja já!

= : )


domingo, 10 de maio de 2015

DIA DA MÃE E "DO PAI"

13/6
6/7
8/8

LUME (A partir de Bethânia).


Para Maria Bethânia, e para elas.

Quando Maria disse que os vira,
e que os seguira até,
eu disse que os desconhecia.

Elas riram,
e até sorriram, assim.

E esse pequeno e vago lume
disse-lhes muito de mim.




Foto: Bethânia no palco do Palácio das Artes, 9/8/2015. Lina.