domingo, 29 de dezembro de 2013

ESTRADA VELHA

Nesta velha estrada do porto,
tenho sempre dado passagem,
quase nunca vazão.

Ando, portanto, contido,
o que às vezes me rende escritos,
às vezes "não!".

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

EX QUE SIDO

Acho que um dia poderei dizer,
na hora quase de cruzar a ponte:

nascido,
crescido,
amadurecido e
esquecido

fodido em Belo Horizonte!

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

LIÇÃO

Para Mariana Diniz


Às vezes, na segunda-feira
(às vezes acho que as vezes todas!),
estou diante da vida como de um trabalho.
E não invejo o infante ocupado
em distrair-se da futura função.

Tenho ímpetos de permuta
com o velho cansado da praça,
que parece em estado de graça,
por já ver o descanso assomar.

Vejo os dias como dias de luta,
a que não se ajusta minha conduta,
pacifista por vocação.

Tenho ganas de deixar a peleja,
e vejo tomarem profundas tristezas
meu combalido coração.

Mas vem-me de repente uma consciência,
dessas que a gente nem sente que pensa,
a me dizer que a vida é uma escola!

Uma escola das mais competentes,
porque, por mais que me indisponha,
as lições impõem-se à gente.

Então vou-me deixar errar por estas ruas
e feliz, sem entrega às agruras,
eu aceito a minha missão.

Que momentos também os há doces,
e onde a vida os suprima, qual foice,
vou viver da recordação!