quinta-feira, 21 de junho de 2018

#TBT (Pronto!)

Para Leonardo Cattoni. Para mim.

Você queria estar lá.
Lá onde esteve.
Lá onde estará.
(Será que não percebe?!)

Onde você está?
Parece claro mas não se enerve!
É fundamental perguntar,
e eu sou o que se atreve!

O mais real de você é a saudade.
A saudade está aqui sempre.
E você é o que não sabe ficar,
o que nunca se deteve!

Vença a mente em favor do tato,
que enxerga mesmo no escuro.
Enxerga justo o que o toca!
(o que é mais justo que tocar o futuro!)

Se mal tem certeza do que vê,
esqueça o que virá!
Esqueça o que passou!
Você não vai pra lá!

Ou só vá às quintas,
como a modernidade fez costume.
Mas vá pelo quinto do tempo,
para evitar que se habitue!

E vamos amando pelo trajeto,
melhor sinal e melhor cronômetro.
Não se meta a arquiteto,
é pra hoje que estamos prontos!


SAPOC, 21/6/2018.

ARTISTA

Ela era artista. Só não ganhava pra isso. Mas, como sabemos, isso não é da essência. Só ser da Essência é da essência.

terça-feira, 19 de junho de 2018

HÃO! (Nina III)



Nem precisa ninar Nina!
Na-na-ni-na-não!
Nina é serenidade 
repousando sobre a mansidão.

Nina é a alma da paz,
pouco importa a confusão!
Pouco importa o sobressalto do pai
quando chamam do portão.

Bebê é muito atraente!,
a temporada é de visitação.
Todos muito contentes
de a verem ou lhe pegarem da mão.

Aquela mãozinha mínima,
como mínimo é o coração.
Mínimo se visto em músculo,
mas semente de amplidão.

Não consigo trocar a rima,
pois bebês são sempre "hão!".
Hão de mudar nossa sina,
pois ensinam a revolução.

Nina, dorme e sonha o futuro!
Multiplica o que lhe legamos.
Expanda-se, plena de amor,
é o que lhe desejamos!