quarta-feira, 24 de maio de 2017

CABO BRANCO

Vou lembrá-los,
antes que o tempo me acabe,
de que mar e amar
são milagres.

terça-feira, 16 de maio de 2017

D'UM

Dispenso elites
e grupos seletos.
Quero ver gente mesmo!
(e de perto!)


Não sou favorito,
não sou o predileto,
mas sou seu amigo
dileto!

Não nos cingem louros,
não nos cercam muros.
(A luz só se nota

no escuro!)

Esqueça o janota,
é sempre obtuso!
E o esquema de castas,
confuso!

Seja sua lei.
Seja suas regras.
É tão vasto o mundo!,
e tão fortes suas pernas!

Perlustre-se e
se arquitete!
Esqueça o ilustre
perliquitete.

Apascente-se.
Aquiete-se.
Conheça-se 
e o mais

se esquece!

sábado, 13 de maio de 2017

CAETANO



Meu querido Caetano,
ouvia "O Quereres" no trânsito.
Vim pensando pro trabalho que
"Eu sou mesmo muito grato
por ser-lhe contemporâneo!"

Mesmo se apenas pela franja da encosta.
Mesmo se não por todo o meu tempo.
Meu tempo, senhor tão bonito!,
também é tempo que se esgota.

Não sou anjo.
Não sou mulher.
Não sou alegre, triste, poeta.
Mas em você sou o que eu quiser.
Pouco me importa ou afeta
o podre poder dos homens
que não nem são tão homens assim.

Caetano insano tão lúcido,
vejo disso o fruto em mim.
Faço o luto da lucidez
que não for fermento mas fim.

Caetano, te vejo o garbo
perigoso de ser leonino.
E o pratico com o cuidado
que em Santo Amaro aprendi menino.

Eu gosto do mesmo preto que você,
porque gostamos dos pretos todos!
São todos baianos, todos africanos,
todos as cores todas do humano!

Não há lobo que te fira,
nem se grande, nem se pequeno.
Caetano, você é do meu sangue.
Não se importe com os venenos!

Tão bom filho!
Tão bom irmão!
Reconvexo, recôncavo,
amor do tipo Vulcão. 

Caetano se nos ilumina,
e às moças, moços, poetas.
Alegria, Alegria, Alegria!
Caetano é a alma da festa!

Caetano viu o Carnaval,
deu seu aval ao bem.
Bem embalado, ladeira abaixo,
chuva, suor e cerveja também.

É cantar o sol que desce.
É cantar a lua que sobe.
E cantar o povo humilde,
canto do canto mais nobre.

Consagrar esquinas à eternidade,
louvar a beleza da mulher.
Apreciar também o surfista,
que toda onda tem seu revés. 

Caetano, eu nem tempo tenho
pra cantar o que você é,
mas aceite os beijos e abraços
deste que tão bem te quer!

Infinitivamente pessoal!




https://www.youtube.com/watch?v=h5ruY3Dt10c